Bioquímica

Bioquímica do sangue, aliada ao exame clínico é de valor primordial ao auxílio diagnóstico e acompanhamento terapêutico. Os testes bioquímicos são utilizados com a finalidade de avaliar a multiplicidade de funções metabólicas desempenhadas pelos órgãos e tecidos do animal. São testes que oferecem resultados imediatos e satisfatórios, com fácil interpretação.
Na prática, os métodos bioquímicos gerais objetivam:

 Avaliar a função hepática, renal, pancreática e cardíaca;

Evidenciar alterações no metabolismo mineral (ósseo), da água e dos eletrólitos;

 Determinar as alterações do metabolismo endócrino e da atividade muscular (esquelética e cardíaca);

 Esclarecer patologias ocultas, auxiliar no diagnóstico diferencial, avaliar a gravidade e o curso da lesão.

As dosagens bioquímicas podem ser realizadas com o soro sanguíneo, sendo que algumas delas podem ser feitas com o plasma, urina e/ou líquidos cavitários. Para utilização do plasma, deve ser verificado o tipo de anticoagulante específico para cada dosagem solicitada.

Alguns cuidados no momento da coleta e armazenamento da amostra antes de enviar ao laboratório:

 O primeiro cuidado é submeter o animal a um jejum de, pelo menos, 12 horas antes de colher material para dosagens bioquímicas, principalmente aquelas que sofrem influência dietética, tais como glicose, uréia, proteína, minerais, etc;

 Para dosagem de fósforo, deve-se separar o soro do coágulo o mais rápido possível para evitar ou diminuir as alterações desse elemento químico pela passagem do mesmo das hemácias para o soro;

 Para dosagem de bilirrubina, deve-se envolver o frasco com papel alumínio, papel carbono ou outro similar para impedir a interferência da luz sobre esse elemento químico;

O sangue colhido com seringa deve ser transferido imediatamente para frascos de vidro (de preferência tubo de hemólise ou tubo de ensaio). Para esta operação, é importante retirar a agulha da seringa e colocar o sangue pelas paredes dos tubos para evitar hemólise.


EXAME


AMOSTRA

Ácido Úrico Soro sanguíneo
ACTH Soro sanguíneo
Albumina Soro sanguíneo
ALT ou TGP Soro ou plasmas sanguíneo
Amilase Soro sanguíneo
AST ou TGO Soro ou plasmas sanguíneo
Bilirrubina Total e Frações Soro sanguíneo
Cálcio Soro sanguíneo
Cloretos Soro sanguíneo
Colesterol (HDL/LDL/Total) Soro sanguíneo
Cortisol Soro sanguíneo
Creatinina Soro ou plasmas sanguíneo
Creatinofosfoquinase (CPK) Soro sanguíneo
Estradiol Soro sanguíneo
Ferro Sérico Soro sanguíneo
Fosfatase Alcalina Soro sanguíneo
Fósforo Soro sanguíneo
FSH Soro sanguíneo
Gama GT Soro sanguíneo
Glicemia (Glicose) Soro sanguíneo
LH Soro sanguíneo
Lipase Soro sanguíneo
Lipidograma Soro sanguíneo
Magnésio Soro sanguíneo
Potássio Soro sanguíneo
Progesterona Soro sanguíneo
Proteína Total e Frações Soro sanguíneo
Sódio Soro sanguíneo
T3 Total Soro sanguíneo
T4 Livre Soro sanguíneo
T4 Total Soro sanguíneo
Testoterona Soro sanguíneo
Triglicérides Soro sanguíneo
TSH Soro sanguíneo
Vasopressina – Hormônio Antidiurético Soro sanguíneo